Meus amigos... Gente linda que me apóia e acompanha, me curte e me incentiva. Obrigada à todos!

23 de abr de 2011

Muitas razões para comemorar


 
Muitas razões para comemorar

Há muito tempo atrás... Certo homem, que nasceu e viveu como um de nós, deixou exemplos como nenhum outro. Ele falava com autoridade, Ele valorizava pessoas, ao invés de tradições humanas, Ele ensinava a cumprir a Lei com amor. Ele deixou a riqueza para tornar-se pobre. Ele desceu de seu trono para tornar-se como um plebeu. Ele veio em sua humildade para revelar Excelência, veio em simplicidade para revelar Sabedoria.

Ele atraía multidões. Atraía os enfermos, os sedentos, os pobres, e também os grandes e importantes. Ele falava de amor, transmitia paz, transbordava conhecimento. Ele tinha as “palavras de vida”. Todos queriam vê-lo, conhecê-lo, sentir seu poder, quedar-se aos seus pés... Ele entendia muito bem de medicina, história, psicologia, sociologia, filosofia e relações humanas, era chamado de Mestre. Ele dizia o “que” fazer e “como” fazer. Ele se importava. Ele foi amigos das mulheres e das pessoas marginalizadas. Ele ia a festas e a casas de pessoas mal-vistas. Ele desafiou os padrões moralistas e legalistas, Ele desafiou a física com seus feitos... Desafiou a matemática com as suas multiplicações.

Dele disseram que nada que prestasse poderia sair da cidade onde nasceu. Disseram que sua autoridade tinha procedência maligna, que se misturava com pecadores. Planejaram prendê-lo sob falsas acusações. Seus amigos o abandonaram. Até os religiosos foram seus opositores.

Aquele homem foi traído, preso, ultrajado, desprezado, humilhado, cuspido, maltratado. Ele sofreu. Ele se fez “pecado”.

Ele morreu. Ali morreu a minha dívida. Com Ele morreram minhas dores, minhas transgressões. Aquele homem morreu a minha morte.

Mas, ressuscitou. Ressurgiu e eu com Ele! Reviveu para dar-me vida. Nova vida. Novos sonhos. Novo agir. Novo pensar. Ele cumpriu a sua missão e resgatou-me. Salvou-me pra que hoje eu pudesse segui-lo, falar do Seu amor, transmitir a Sua paz, exalar o seu perfume. Ele pensou em mim enquanto orava por aqueles que ainda iriam crer. Por incluir-me em seus planos, Ele mandou anunciar Sua mensagem por toda parte.

Amou-me até o fim.

Eu... que só entraria nesse cenário mais tarde. Eu... que só conheceria esse amor muito tempo depois. Eu! Jesus amou-me e entregou-se por mim! A maior dádiva que alguém pode receber.

Glórias ao SENHOR por tão grande Salvação.

22 de abr de 2011

Agradecimento



Pai,

Nas primeiras horas deste dia quero louvar o teu nome!
Por tão grande salvação!
Pela vida em Jesus!
Por tua presença. Por ouvir tua voz.
Pela inspiração.
Por minha família e amigos.
Pela estrada que é longa, mas por poder percorrê-la.
Pela libertação.
Pela nuvem durante dia e a coluna de fogo durante a noite.
Pela provisão. Pela proteção.
Pela água. Pelo alimento.
Por ser Tu mesmo, minha paz e meu sustento.
Por ser tua filha, tua escolhida.
Por ser esposa e mãe, serva e amiga.
Umas vezes aluna, outras instrutora.
Por incontáveis bênçãos e livramentos.
Por incontáveis lutas e sofrimentos.
Por Tua companhia em todos os momentos.
Tudo vem das tuas bondosas mãos...

e eu entrego novamente.

Obrigada, Pai.

20 de abr de 2011

Posso sorrir


Posso sorrir.

Posso sorrir, posso ter alegria a despeito das circunstâncias. Reunir minhas forças e seguir em frente, a despeito das densas nuvens, do mar revolto. Os trovões anunciam calamidades, mas posso olhar em direção ao futuro e ter esperança. As ondas batem forte contra o barco e a sentença é quase certa. Apego-me a Tua palavra, que não mente, não falha. As águas não podem tragar-me.

Há um terror no ar, uma sensação de medo e pavor. Muitas vozes e conselhos, muitos ruídos tentam abafar a Tua voz.
Não temerei. Posso Te ouvir, Te sentir. Sob a Tua palavra, irei ter contigo.

Há uma carreira proposta. Terei prazer em fazer a Tua vontade. Toda agonia da tempestade, todo pavor da tormenta, terei prazer em suportar, se a Tua graça for comigo. Sei que me concedes a graça de não apenas crer, mas também sofrer. Sei que estás aperfeiçoando-me, firmando-me, fortificando-me e fundamentando-me. Apego-me à Tua palavra, que me transmite paz e confiança.
Há uma cruz. Há renúncia, dor, humilhação e vergonha. Há o desejo de se abreviar os momentos de tribulação. Tribulação produz perseverança. Perseverança produz experiência. Experiência produz esperança. Esperança não confunde. Apesar de sufocar-me toda luta, afinal, minha esperança estará fortalecida, estabelecida. Apego-me à Tua palavra, só nela tenho esperança.

Todas as coisas cooperam para o meu bem. Eu creio. Angústias e tristezas, adversidades e imprevistos. Tudo concorre para meu crescimento. Nas lágrimas serei consolada. Nas humilhações serei sustentada. Na fraqueza serei preservada. Em cada momento testemunharei Tua provisão, Teu cuidado e Teu amor. Todas as coisas, que me assaltam e me afligem grandiosamente, são pequenas, mas fazem parte de um plano maior, articulado e vislumbrado em cada detalhe. Cada uma delas escrita e determinada, quando não havia nada. Confio em Tua Palavra que revela a Tua fidelidade.

Posso ter alegria, posso ter paz. Posso crer e descansar.